KOTA Viagens anteriores ORIENTE

BANNER ORIENTE

KOTA PEGADA: MARC- ÍNDIA (2003)

Duração da viagem: 4 meses; Lugares: Varanasi, Daramsala; Bebendo a cultura: Música Hindustany.

Foi a minha primeira grande viagem. Foi com a intenção de começar a aprender um instrumento que me fascinava, o Sitar. Cheguei a Varanasi com o meu amigo Jaume que já lá tinha estado três anos antes aprendendo a tocar Tabla, instrumento de percussão indiana, e no espaço de uma semana encontrei um mestre de Sitar, Govinda Gosuami. Estudei com ele durante dois meses, dia sim, dia não. Foi uma viagem intensa, sempre praticando, assistindo a concertos quase diariamente, aprendendo Inglês indianizado, conhecendo a pessoas incríveis como Raul Saldaña e Ricardo Passos, com quem, meses depois da viagem terminar, formamos o grupo Terra Ignota Gharana, Familia da Terra desconhecida.

sitar

KOTA PEGADA: MARC- TURQUIA (2005)

Duração: 3 meses; Locais: Istambul

Depois do meu primeiro encontro com o Ud (alaúde) no Egipto decidi aprofundar, dedicando mais e mais tempo ao seu estudo. Desta vez escolhi Istambul, cidade incrivelmente cultural que transborda música. Foram três meses de aulas e de estudo frenético. Nesta cidade tive também o primeiro contacto com o Saz o Baglama, instrumento tradicional.

KOTA KOMBOIO: TERRAKOTA- INDIA (2009)

Agosto 2009-  Os TERRAKOTA viajam á INDIA para tocar no Festival Ladakh Confluence nos Himalaias Indianos

MONTAGEM INDIA

No verão de 2009, os Terrakota são convidados para ir á India tocar. Estando já no inicio das gravações do seu quarto album de originais “World Massala”, decidem levar consigo Pedro Coquenão, familiar da Radio Fazuma, para fazer um documentário e um videoclip. A viagem cheia de peripécias começa logo com a perda da totalidade das bagagens por parte da British Airways, as quais só viriam a chegar junto da banda na madrugada do dia do concerto.Depois de uma noite em New Delhi, partem de imediato para Ladakh nos Himalaias a 4000 m de altitude, onde ficam alojados num pequeno hotel juntamente com os músicos e toda a comitiva do festival. Nas primeiras horas sofrem os efeitos da altitude subita e descobrem as ruelas e gentes de Ladakh.

MONTAGEM LADAKH

Já mais recompostos, iniciam gravações com músicos participantes do festival como Mahesh Vinayakran, Vassundhara Das e os Rajasthan Roots em cima de 2 embriões musicais já gravados para o album e fazem algumas filmagens para o documentário e videoclip circulando um pouco pelas montanhas imponentes da zona.

MONTAGEM TEMPLO BUDISTA

Infelizmente o tempo de estadia é muito curto, tocam no festival com grande aceitação por parte do publico local e regressam para New Delhi na madrugada seguinte com preciosas gravações e filmagens.

Á chegada Junior perde o seu passaporte sendo obrigado a ficar em New Delhi para resolver a situação . Bruno, Alex e Romi ficam com ele enquanto os outros seguem para Puskhar no Rajasthan onde descobrem outra India menos urbana e de sorriso rasgado.

MONTAGEM PUSHKAR

Nos ultimos dias os Terrakota gravam pelas ruas de Delhi o videoclip de “World Massala” vagueando em Rickshaws pelas avenidas da cidade.

MONTAGEM RICKSHAWS

KOTA PEGADA: MARC e DIANA – ÍNDIA e BALI ( 2010)

Duração: 3 meses; Lugares: Bikaner, Jaisalmer(Rajasthan) Kolkota, Bubaneshwar, Denkanal(Orissa) /Ubud (Bali)

Conheçi a Cidade de Kutla Khan, musico que participou com os Terrakota nas gravações do álbum World Massala feitas em Ladhak, India. Mais tarde me envolvi com um novo mestre de Sitar em Kolkota, Pandit Manilal Nag.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s