Kota Viagens anteriores AMÉRICAS

BANNER AMERICAS

KOTA PEGADA: NATANIEL- CUBA 1998

Foi o meu primeiro contacto com a cultura africana nas Américas. Dediquei-me ao estudo da música folclórica afrocubana, nomeadamente da Rumba e Santeria, participando e bebendo nas diversas actividades culturais e de culto sagrado. Tive durante esse período, aulas com músicos de grupos com Clave e Guaguanco e Conjunto Folklórico Nacional, entre todos os artistas com que me fui cruzando no dia a dia da cidade de la Habana.

17493_488287974541077_948367876_n
Tambem viajei até ao centro de Cuba onde me instalei num pequeno pueblo perto de Camaguey onde comprei o meu primeiro set de BATAS e desenvolvi amizade com um grupo de folclore do Haity que aí vivia.

                                                                                                          

KOTA PEGADA: JUNIOR e ALEX- BRASIL

JANEIRO/FEVEREIRO 2003

Com Terrakota já bem lançado em Portugal e Itália, Alex e Junior decidem ir recarregar baterias na América do Sul e conhecer o Brasil. A viagem é feita de avião via São Paulo. Passam primeiro uma semana em São José dos Campos, perto de São Paulo, e seguem para o Rio de Janeiro onde encontram muito calor, ensaios alucinantes de escolas de Samba, muito suco de fruta boa e praias maravilhosas a sul de Niterói, onde ficam em casa de Paula e Pablo. Duas semanas depois, decidem rumar à Bahia, apanhando um avião para São Salvador. Aí conhecem a linda famíla de Pedro, Ivo e Fabiana entrando em contacto com uma realidade mais alternativa e com o Reggae brasileiro. Música e dança encontram-se naturalmente … conhecem melhor os ritmos afro-brasileiros como o afoxé ou o samba reggae… descobrem numa favela por detrás do pelourinho, uns concertos de reggae bahiano muito roots que lhes fazem lembrar os primórdios do reggae jamaicano e passam ai grandes momentos. Júlio, um amigo de Pedro Ivo dá-lhes a conhecer muito Reggae Brasileiro e apercebem-se que existe um movimento muito interessante de Reggae em crescimento no Brasil.

IMG_1448

Fartos de cidade, metem de novo o pé na estrada e vão ao encontro de Pedro Feijão, o pintor das capas Terrakota na Baía de coral do Morro de São Paulo onde disfrutam plenamente do encanto e águas quentes das praias de coral. Voltam a São Salvador a tempo de experienciar o Carnaval mais louco e descontrolado do Mundo, muito plástico já, mas ainda assim, cheio de boa música, energia e felicidade verdadeiras.Antes de voltar a São Paulo, ainda passam uma temporada linda na Chapada Diamantina com Pedro Ivo, onde simplesmente disfrutam da tão generosa natureza da América do Sul.

                                                                                                         

KOTA PEGADA: MARC e DIANA- MÉXICO e CUBA ( 2006)

Duração:6 meses   Locais: Guadalajara, Mexico D.F, Cancun, Playa del Carmen, Tulum Viagem com: Terra Ignota Gharana.

Tournée mexicana com o grupo Terra Ignota Gharana, nas cidades de Guadalajara, Cancun.

Depois da  digressão, juntamente com Diana Rego visitamos a Ilha de Cuba e o amor floresce…… Estudei por dois meses o Shekere, instrumento de percusao Afro- Cubano e música Cubana com o Mestre Pancho Terry

 

                                                                                                         

KOTA PEGADA: ALEX- BRASIL

JANEIRO/FEVEREIRO 2008

IMG_0695
Desde a vinda da banda Reggae brasileira Ponto de equilibrio, a Portugal em 2006 que Alex travou uma construtiva amizade com André, guitarista e Helinho, cantor que o levou a decidir aproveitar mais um periodo de paragem nas tournées e ensaios para os visitar no Brasil. A viagem é feita de avião no dia de natal directo para o Rio de janeiro. Fica hospedado em casa de André em Botafogo mas partem de imediato com Helinho, para umas férias maravilhosas na praia de Martim de Sã no sul do estado.

montagem martin de sá

De regresso ao Rio, através do seu amigo Jota, um portugués já a viver ai há uns anos, entra em contacto com a escola de Samba da Mangueira assistindo a múltiplos ensaios e festas na quadra até de madrugada. Torna-se claro, Mangueirense convicto e adquire algum conhecimento sobre o funcionamento de uma orquestra de Samba.

montagem mangueira

Depois de algumas semanas decide apanhar um voo para a bahia onde reencontra a linda familia de Pedro Ivo com quem parte para Serra Grande, perto de Ilheus onde passa o carnaval em paz numa escola Waldorf no meio da Serra. Aqui passa muito tempo com crianças e pode descansar a cabeça com longos passeios pela serra, praias desertas e cachoeiras perdidas. De volta a São Salvador revé gente da viagem anterior e volta á baia de Coral permanecendo mais uma semana em Boipeba quase sempre debaixo de água ou de algum coqueiro.

montagem bahia

De volta ao Rio, envolve-se em muita coisa com a familia do Ponto de Equilibrio como a construção do primeiro N’goni Afro-brasileiro, Rituais Nyanbingys na mata de Niteroi ou a gravação de um featuring lindo de Helinho em cima de um reggae Terrakota deixando para o fim o estabelecimento de alguns contactos de produção no sentido de trazer Terrakota ao Brasil.

IMG_1492




KOTA PEGADA: ALEX- COLÔMBIA (Fev 2011)

Em mais uma paragem de inverno, Alex, motivado por ter conhecido tanta gente colombiana linda nas tournés europeias decide rumar à Colômbia em mais uma viagem de descoberta musical tropical. A viagem é feita de avião para Bogotá, onde é muito bem acolhido pela família Suarez Luna, bebe a sua primeira taça de Panela e come a sua primeira grenadina.

185717_1724865895892_2915834_n

Com Nata e Aminata também de viagem por aí, atravessa todo o pais, em direcção às Caraíbas para descobrir a natureza explosiva da reserva natural do Tayrona perto de Santa Marta. Depois de muita praia e floresta tropical , revigorado, dirige-se para Palenque, uma aldeia a sul de Cartagena, considerada a “terra livre” dos escravos africanos da América do Sul. Aí depara-se com África nas Américas, fenómeno extraordinário, carregado pelo peso da história mas que em termos musicais tem tudo a ver com o trabalho de pesquisa dos Terrakota.

CIMG2977

Passados uns dias, instala-se em Cartagena na casa do grande músico champeteiro Viviano Torres e de novo tem essa sensação de África pura. Curto de tempo e ávido de beber as maravilhosas paisagens colombianas, atravessa de novo todo o pais, rumando a Cali, o berço da Salsa, encontrando uma cidade quente, muito amigável, com cheiro a pacifico, metida entre duas cordilheiras dos Andes, das cidades mais agradáveis que conheceu em toda a sua vida.

184089_1724850255501_3136070_n

Para finalizar em beleza, pousa o seu olhar pela primeira vez sobre o Oceano Pacífico passando uns dias de puro relaxe em Ladrilleros .. a água é quente e turva, o sol escaldante, a humidade total , a natureza devoradora e volta a sentir-se em África. De voo marcado tem de voltar à pressa para Bogotá fechando uma viagem circular de primeira abordagem a este maravilhoso pais.

                                                                                                         

KOTA PEGADA- NATA COLOMBIA (Fev 2011)

De volta á America Latina depois de vários anos a viajar mais para Africa.

CIMG4390

Experiência muito boa e diferente de todas as outras, num país com uma grande diversidade de culturas e influências. Foi interessante ver algumas destas manifestações culturais e reconhecer nelas a mistura de influências indígenas com africanas e europeias criando novos estilos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s